Não é novidade que quadrilhas de crimes virtuais estão a todo momento criando novos canais para atender seus clientes e para conseguir novos usuários, muitos meios são usados hoje em dia e alguns antigos também se mantem em plena atividade, como é o caso dos Canais de IRC, hoje temos novos, como grupos no WhatsApp, WickR, grupos dentro do Facebook e o Telegram também. O Telegram apresenta algumas vantagens interessantes, assim como os canais de IRC, o Telegram permite a criação de bots para customização e automatização de atividades, alguns grupos nacionais criam atividades interessantes para os Bots, como por exemplo denúnciar lotters. O que são lotter? São criminosos que dão cano em outros criminosos, e com isso eles ficam com o “nome sujo” no meio.

As atividades nesses grupos estão ficando cada vez mais comuns, os membros conversam abertamente sobre golpes que estão aplicando, pedem dicas para os mais experientes no meio e fazem muita publicidade de lojas virtuais de venda de produtos ilegais, principalmente de cartões de crédito. O crime virtual brasileiro tem ficado mais organizado e mais profissional, muito provavelmente por parcerias mais sólidas com outros grupos da Europa e Estados Unidos.

Abaixo podemos verificar alguns conversas que existem nesse canais.

 

 

 

Mais o que mais me chamou a atenção foi a divulgação de uma loja nacional de venda de cartões de créditos e logins em geral, uma loja com um visual muito profissional por sinal, método de pagamento é por Bitcoin e pelo que entendi, usam um modelo muito usado em outros sites de venda de produtos ilegais, onde a loja fica no meio da transação recebendo um porcentagem do que é vendido, dessa forma o comprador faz o depósito para a loja (website) e a loja após a confirmação do recebimento do valor faz a transferência para o vendedor.

Também são vendidos muitos logins de sites como Americanas, Ricardo Eletro, OLX e Mercado Livre. Mas por que alguém compraria esse tipo de login? Logins antigos são mais bem vistos por essas lojas do que uma conta que foi criada em 5 minutos e já está tentando fazer uma compra de R$ 5.000,00. Dessa forma, usando logins antigos, de contas que já existem há anos, é um pouco mais fácil passar um cartão de crédito roubado e receber pelo produto posteriormente. CC geradas também são vendidas aqui, alguns sites e até mesmo máquinas de cartão passam esses cartões gerados que são basicamente  números de cartões de crédito que são criados com base apenas no número BIN (Bank Indetification Number).

 

E claro, o produto mais vendido, cartões de crédito. Muitos lotes são inseridos diariamente, não apenas do Brasil, mas do México, Estados Unidos e tantos outros locais do mundo, o que me leva a acreditar novamente que existe uma grande parceria com outras lojas internacionais para expandir as operações de crime.

 

Sharing is caring!